Header Ads

ÚLTIMAS
recent

ETE de Pedreira deverá ser entregue em junho

A Estação de Tratamento de Esgoto de Pedreira (SP) entrou, na semana passada, em pré-operação, e deverá ser inaugurada oficialmente pela Prefeitura no final do mês, passando a tratar 100% dos esgotos da área urbana cidade.

Estação de Tratamentos de Esgotos de Pedreira (SP), deverá ser entregue no final do mês de junho de 2012
Localizada na Estrada Municipal Hamilton Bernardes, a Estação de Tratamento de Esgoto foi construída com a supervisão do Departamento de Projetos em Saneamento da Administração Municipal e pelo SAAE (Serviço Autônomo de Água e Esgoto), com recursos provenientes do Governo Federal, através do Ministério das Cidades pelo Programa Saneamento para Todos, no valor de R$ 4,2 milhões, na forma de financiamento; do Governo do Estado de São Paulo, através da Secretaria de Saneamento e Energia/DAEE pelo Programa Água Limpa, no valor de R$ 3,8 milhões na forma não reembolsável, e da Prefeitura Municipal, no valor de R$ 1,7 milhões na forma de contrapartida, totalizando um investimento de R$ 9,8 milhões.

O prefeito Hamilton Bernardes Junior destaca que todos os esgotos coletados pelo sistema de redes de coleta, afastamento e emissário, irão para a Estação de Tratamento. "A ETE trará grandes benefícios para o município, levando-se em conta que atualmente o esgoto da cidade é lançado in natura no Rio Jaguari. Está é a maior obra já realizada no município e ficará para a sua história", ressalta o prefeito Hamilton.

Segundo o engenheiro José Moretti Neto, diretor do SAAE, a ETE de Pedreira operará como um sistema de lodos ativados, na modalidade denominada Batelada. O processo de tratamento abrange as seguintes fases: Tratamento Preliminar; Tratamento Biológico; Adensamento e Desidratação do lodo; Desinfecção do efluente tratado e lançamento no corpo receptor; Disposição do lodo seco em Aterro Sanitário; Tratamento Preliminar; Remoção de sólidos grosseiros, realizada através de peneiras rotativas instaladas no ponto de chegada do esgoto bruto. O esgoto a ser tratado é do tipo predominantemente doméstico, sem maiores problemas para a sua estabilização através do processo biológico de lodos ativados, onde a decomposição da matéria orgânica (carbonácea e nitrogenada) ocorre graças à ação de bactérias do tipo aeróbio, ou seja, na presença de oxigênio dissolvido na massa líquida. A eficiência em termos de remoção de DBO é cerca de 90%. O projetado apresenta certa complexibilidade operacional, em face da necessidade de uma sequenciação de ações, para que as fases previstas ocorram conforme os tempos estabelecidos. 

A operação da ETE, entretanto, será executada de modo fácil, seguro e com grande flexibilidade no controle do processo, graças ao comando automatizado, através de um Controlador Lógico Programável, instalado na sala de controle da ETE de Pedreira.
Tecnologia do Blogger.