Latest News

Dropdown Menu

Perícia no parque Hopi Hari poderá ser adiada nesta segunda

Representantes do Ministério Público (MP) e do Hopi Hari se reúnem nesta segunda para discutir se as vistorias técnicas dos brinquedos mais radicais serão retomadas nesta semana, informou a assessoria de imprensa do parque. A previsão inicial para o fim das perícias, de acordo com Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado entre o Hopi Hari e o MP, era até esta segunda-feira, porém, ainda faltam quatro atrações para serem vistoriados, dos 14 previstos no TAC.

O brinquedo La Tour Eiffel, onde a adolescente Gabriella Nychymura, de 14 anos morreu, no dia 24 de fevereiro, foi o primeiro a ser colocado em funcionamento para análise do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), ainda no último dia 4 - as demais atrações começaram a ser periciadas no dia 5. Ainda de acordo com a assessoria de imprensa do Hopi Hari, a reunião irá decidir se os quatro brinquedos restantes serão vistoriados, quando isso será feito e se o parque continuará fechado.

Inicialmente, quando o TAC foi firmado, ficou estabelecido que o prazo para as vistorias poderia ser estendido por mais dez dias, caso os trabalhos não fossem concluídos dentro do tempo previsto, como, de fato, ocorreu. As vistorias ocorrem para que os procedimentos de segurança das atrações do parque sejam verificados.

O Hopi Hari também informou, na última sexta-feira, que está colaborando com o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Estado de São Paulo (Crea-SP), que abriu um processo ético interno para apurar as responsabilidades dos engenheiros do parque Hopi Hari que atuavam na atração La Tour Eiffel. O estabelecimento já foi notificado e irá apresentar os documentos exigidos.

Com informações RAC Notícias
« PREV
NEXT »