Header Ads

ÚLTIMAS
recent

Após moção contra aborto, Bispo de Amparo parabeniza vereadores

Na sexta-feira (10), o Bispo Diocesano de Amparo, D. Pedro Carlos Cipolini, enviou uma carta ao Presidente da Câmara Municipal de Amparo, vereador Rogério Catanese (PDT), em que parabeniza o Poder Legislativo amparense pela aprovação de moção contra o aborto na sessão de 06 de março.

“Aprovar o aborto é tornar legal o extermínio de inocentes indefesos”, diz o Bispo na carta. Ele também indica que uma eventual aprovação do aborto pode favorecer também o extermínio da vida em seu declínio, durante a velhice.

D. Pedro Carlos Cipolini advertiu, ainda, que “Deus, supremo doador da vida, não deixará sem punição quem se levanta para legalizar a morte, assim como não deixa sem bênçãos os que defendem a vida”.

Ao fim da carta, o D. Pedro Carlos Cipolini congratulou a Câmara de Amparo, concluindo que “enquanto os representantes do povo não se deixam enganar pelos sofismas favoráveis à ‘cultura da morte’, podemos ter esperanças!”.

A moção
A Câmara Municipal de Amparo aprovou por unanimidade no dia 06 de março uma moção em protesto para que não sejam estendidas as hipóteses de abortamento legal, como apresentado pela Comissão de Juristas com a Finalidade de Elaborar o Anteprojeto de Código Penal (CJECP), que permite o aborto até a 12ª semana de gestação.

A moção foi apresentada pelo vereador Dr. Tadeu Nóbrega (DEM) em resposta à audiência pública realizada na sede do Tribunal de Justiça de São Paulo, em 24 de fevereiro deste ano. O teor da propositura foi encaminhado ao Ministro Gilson Dipp e ao Dr. Luiz Carlos Gonçalves, respectivamente, Presidente e Relator da CJECP e também ao Senado e à Câmara dos Deputados.

Leia a íntegra da carta de D. Pedro Carlos Cipolini

“Exmº Sr.

Dr. Rogério Delphino de Britto CATANESE

DD. Presidente da Câmara Municipal de Amparo

AMPARO-SP

Prezado Sr. Vereador:

Assisti com vivo interesse pela TV Câmara via internet, a sessão (toda), da Câmara Municipal de Amparo do dia 06 de março pp., na qual foi discutida e aprovada por unanimidade, a moção do Exmº Sr. Vereador José Tadeu de Campos Nóbrega, contra a liberação e legalização do aborto, que se pretende fazer constar no anteprojeto de revisão do Código Penal Brasileiro.

Aprovar o aborto é tornar legal o extermínio de inocentes indefesos. Por que matar quem tem direito à vida? Aprovar o extermínio da vida no seu nascedouro abre as portas para a aprovação do extermínio da vida também no seu declínio: a velhice. Tenhamos a certeza de que Deus, que é o supremo doador da vida, não deixará sem punição quem se levanta para legalizar a morte, assim como não deixa sem bênçãos os que defendem a vida.

Parabenizo a Câmara Municipal de Amparo e seus realmente nobres vereadores. Sinto-me representado por esta Casa, e orgulhoso por este poder legislativo, consciente e corajoso, para interpretar o sentimento de nossa população, que é contrária ao aborto em larga maioria de 85%. Enquanto os representantes do povo não se deixam enganar pelos sofismas favoráveis à “cultura da morte”, podemos ter esperanças!

Com sentimentos de elevada estima e consideração:

+Dom Pedro Carlos Cipolini

Bispo Diocesano de Amparo”
Tecnologia do Blogger.