Latest News

Dropdown Menu

Marcelo Henrique | Poema Tu me ordenas que eu cante




Tu me ordenas que eu cante

Tu me ordenas que eu cante... eu choro e digo: Mestre, 
Diante de tudo o que há de bom no orbe terrestre, 
Falecem-me outros dons... e a inspiração me falta 
Para exaltar, Amado, a Tua luz tão alta. 
De minha humilde pena, escapa-me este hosana 
Em devoção a toda a criatura humana 
E ao Criador de tudo: o cosmo e seus sistemas, 
A gênese que verte estrelas e poemas, 
A vida a repetir-se em lutas planetárias, 
Aos nobres humilhando ou exaltando os párias, 
Trazendo, enfim, a paz ao coração do bravo, 
Despindo o novo ser da estamenha do escravo, 
Pois Teu fanal, Senhor, se encontra a porta aberta, 
É luz em profusão, que o coração liberta 
Da algema medieval que nos tem rotulado 
De pais de todo o mal, de filhos do pecado. 
Bendito o livre-arbítrio! Agora, a evolução 
De todos é o destino, está em nossa mão! 
Negar-se a ter amor... talvez seja este o “inferno” 
Que tanto distancia o ser do Pai Eterno! 
Tu me ordenas que eu cante... Humildemente, aquiesço. 
Meu peito é gratidão, pois sei que não mereço 
O dom de ser poeta, a bênção de viver 
E a chance, que me dás, de ainda eu aprender 
Com toda a criação que o Teu amor se expande. 
E que, ó Bem-Amado, apenas Tu és grande, 
Pois os sólios do mundo inteiro, de ouro e prata, 
Valem menos, Senhor, que uma simples cantata 
Do uirapuru, no seio imenso da floresta, 
Que os bem-te-vis, na mata, em permanente festa, 
Que as estrelas no céu – um punhado de luz! 
E que o Sol, Astro-Rei que brilha e tremeluz; 
Valem menos que a Lua, a monja ensanguentada 
Que, a cada anoitecer, surge ressuscitada, 
Descortinando ao nosso olhar um tênue véu, 
– Hóstia que Tu plantaste a flutuar no céu! 
Um valor temporal nada vale sozinho, 
Não compra a agilidade e a graça de um golfinho, 
Não compra o Teu amor – nosso maior tesouro –, 
Embora haja no mundo os tais bezerros de ouro. 
Tu me ordenas que eu cante... e, prostrado a Teus pés, 
Eu, que sou nada, canto o Tudo que Tu és!
« PREV
NEXT »