Latest News

Dropdown Menu

Ypê completa 60 anos. A história da fabricante de produtos de limpeza que mais cresce no país

Entrada da fábrica da Ypê em Amparo (SP)
Reportagem especial do portal de notícias IG da repórter Claudia Facchini conta a história da família Beira à frente da empresa Química Amparo, fabricante dos produtos Ypê,  fundada pelo patriarca Waldyr Beira. Hoje, a empresa, que perdeu patriarca em acidente na fábrica, é a fabricante de produtos de limpeza que mais cresce do país,comandada pela viúva de Waldyr, Ana Marian  Veroneze Beira e seus três filhos.

Após a morte inesperada de seu fundador, há doze anos, quando uma chapa de aço caiu sobre sua cabeça quando consertava uma máquina na fábrica em Amparo (SP), os herdeiros da Ypê, uma das maiores fabricantes de sabão e produtos de limpeza do País, já prepararam o processo de sucessão. Para muitas familiares brasileiras, ao contrário, a transferência da companhia para as gerações futuras é assunto que costuma ser deixado para depois ou ainda é tratado como tabu.

“Um dia (11 de abril de 1998), encontrei meu pai e cinco minutos depois recebi a notícia de que ele havia morrido. Passamos por isso uma vez e não queremos passar pela dor da sucessão novamente”, afirma Júnior, de 45 anos, o mais velho dos três filhos de Waldyr Beira, o fundador da Química Amparo, razão social da Ypê.

Para auxiliar no processo de sucessão, os herdeiros da Ypê contrataram a consultoria especializada em empresas familiares Höft – Bernhoeft& Teixerira e a Fundação Don Cabral.

O crescimento da Ypê foi tão vertiginoso que a empresa, cujas fábricas estão instaladas logo na entrada de Amparo, passou a ser um símbolo da cidade.Aos 65 anos, Ana Maria Veronezzi Beira, ou da Dona Ana, viúva de Waldyr Beira, continua ativa e ainda ocupa a presidência Mas são os seus três filhos que se encarregam atualmente da execução dos negócios e que transformaram, nos últimos dez anos, a pequena fabricante de sabão em barra da região de Campinas, em uma empresa capaz de enfrentar gigantes multinacionais, como a Unilever, a fabricante do OMO, e a P&G, dona da marca Ariel.

Por trás desse crescimento está o aumento do poder aquisitivo da classe C durante o governo do presidente Lula. Em 2009, a empresa foi a que mais cresceu no segmento de produtos de limpeza no Brasil.

A “baronesa” dos produtos de limpeza
A Ypê já não é mais apenas uma marca que abastece os supermercados regionais. Seus clientes são o Carrefour, o Grupo Pão de Açúcar e o Walmart, cujas lojas estão espalhadas por todo País. Juntas, essas redes possuem mais de 1,5 mil supermercados, hipermercados e minimercados , e em quase todos os Estados.

Ainda assim, a família Beira decidiu permanecer em sua cidade de origem.

No passado, a elite de Amparo, que foi fundada ainda durante o Império, era formada pelos “barões do café” e muitos dos seus habitantes descendem de imigrantes, uma boa parte de italianos, que vieram trabalhar nas lavouras paulistas. Em seu teatro, cujo teto foi pintado por Benedito Calixto, óperas eram encenadas e, como sinal do seu poder econômico, a cidade recebeu a visita de D. Pedro II em 1865.

Alguns casarões e mansões sobreviveram ao tempo e ainda podem ser vistos pelas ruas de Amparo . Mas agora é a “baronesa dos produtos de limpeza”, dona Ana, quem recebe os cumprimentos do prefeito e das autoridades da cidade e região, presentes à festa em comemoração de 60 anos da Ypê, nesta semana.

Biografia
Para marcar os festejos, a família Beira conseguiu convencer o jornalista e premiado escritor Ignácio de Loyola Brandão a escrever a história de Waldyr beira e da Ypê , lançada durante a festa dos 60 anos. Autor de mais de 30 livros, Loyola Brandão falou o iG que só aceita uma encomenda de empresas por ano - para poder se dedicar à ficção, explica - e que aceita apenas escrever sobre personagens pelos quais “ se apaixona”, como a do criador do tradicional adstringente facial Leite de Rosas e, agora, de Waldyr Beira.

A biografia do fundador da Ypê, porém, teve de esperar até que ele terminasse a biografia de Ruth Cardoso. Loyola Brandão conta que chega a recusar dez pedidos por ano e que faz questão de assinar todos os livros que faz. 

Narrar o acidente e a morte de Waldyr Beira, conta, foi o momento mais difícil. A morte de um personagem é sempre angustiante para um escritor e a morte de uma personagem real é ainda pior, afirma.

Planos de expansão 
A família Beira é reservada e não gosta de falar sobre seus negócios. O medo da violência está sempre presente. Júnior não revela o faturamento e sequer quanto a Ypê prevê crescer neste ano. “Serão dois dígitos”. É tudo o que ele responde. O mercado brasileiro de limpeza deve expandir-se menos, em torno de 6% e 7%, em 2010.

Não há planos para abrir o capital, acrescenta o empresário, mas a empresa prevê entrar em novos segmentos, embora não revele ainda quais serão eles. Além da Ypê, a empresa também possui as marcas Tixan, Bak e Atol.

Outro Júnior, João Alves de Queiroz Filho, está à frente da Hypermarcas, empresa brasileira que também passou a rivalizar com as grandes multinacionais de bens de largo consumo. O Júnior da Hypermarcas faz de um negócio de lã de aço, a Assolan, em uma empresa de produtos de consumo com vendas de mais de R$ 3,5 bilhões por ano. A Hypermacas atua em várias frentes, desde produtos de higiene, beleza e medicamentos a alimentos.

Mas, ao contrário de seu concorrente, o Júnior da Ypê afirma que não é tão entusiasta de aquisições. As últimas foram feitas em 2000 e 2002, quando a empresa comprou a fábrica de sabão em pó Tecnicron, em São Paulo, e a marca Atol, na Bahia. “Estamos sempre olhando, mas nossa preferência é crescer organicamente”, afirma o principal executivo da Química Amparo. O mercado de produtos de higiene, explica, é mais “nervoso” que o de produto de limpeza. Nesse primeiro segmento, a Ypê entrou mais recentemente, com sabão para banho.

A empresa construiu uma fábrica na Bahia, que vai garantir a expansão no Nordeste, e está investindo em uma nova fábrica em Goiás, que permitirá à Ypê avançar no Centro-Oeste.

Fonte: IG Portal de Notícias da Internet
« PREV
NEXT »